Back to top

[Resenha]Dear Hearth, Eu Odeio Você de J. Sterling !!!


Edição: 1
Editora: Faro Editorial
ISBN: 9788595810075
Ano: 2017
Páginas: 288

Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos. Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

Adicione aos seus desejados no Skoob

Impressões

Vem que tem a história da Jules e do Cal para você conhecer e se apaixonar!!!

Eu fui imensamente atraída por este livro logo de cara, o título “Dear Hearth, Eu Odeio Você”, mexeu comigo profundamente. Eu sei que existem muitos homens e mulheres em todos os cantos do mundo que se sentem da mesma forma. Quem nunca odiou seu coração por sentir coisas que não queria ou não estava pronto para sentir? 
Esta é uma história sobre duas pessoas que não queriam se apaixonar…
Jules e Cal são duas pessoas motivadas e voltadas para a carreira e que não estão procurando um relacionamento. Ambos são jovens, bem sucedidos e focados no trabalho em primeiro lugar. Eles se encontram em um hotel em Boston por acaso, enquanto ela está em uma conferência de trabalho durante o fim de semana. Jules está à procura de uma cadeira sobressalente e se aproxima de uma mesa cheia de homens lindos para perguntar se ela pode retirar uma cadeira da mesa deles. Ela decide ficar por ali mesmo, pois existe uma conexão instantânea entre ela e Cal.
Jules mora em Malibu, no sul da Califórnia, e Cal vive em Boston. Eles decidem passar o resto do fim de semana juntos antes de Jules ter que pegar seu vôo de volta para Los Angeles. Durante esse tempo, eles ficam extremamente cativados um pelo outro, e fiquei triste ao ver Jules partir porque era tão visível que eram perfeitos um para o outro. Ambos tinham a mesma visão da vida e as mesmas prioridades quando se tratava de relacionamentos. Era quase como se fossem dois lados da mesma moeda. 
No entanto, o coração é um órgão inconstante que não considera as restrições da distância, tempo ou carreira e não demora muito para que Cal e Jules perceberem que seus corações estão envolvidos. Com seu relacionamento se desenvolvendo mesmo a distância, Jules e Cal conversaram, conhecendo um ao outro em um nível platônico, conectando-se emocionalmente sem a distração do sexo enquanto tentam resolver a logística de passar algum tempo juntos. Pode funcionar? Eles querem que funcione? Eles estão preparados para fazer os sacrifícios necessários para estarem juntos? Bem, é algo que você terá que descobrir ao ler o livro.
Ao ler os capítulos, eu ficava esperando quando finalmente um deles diria: “Eu estou voando para te ver.” Fiquei desesperada para que um deles desse o primeiro passo. Era tão óbvio que eles tinham se apaixonado intensamente um pelo outro, mesmo que não quisessem isso de forma alguma. 
Infelizmente, a euforia dos sentimentos suscitados não durou muito. As coisas ficaram azedas muito rápido. Eu fui de amar Cal para odiá-lo rapidamente. Ele se transformou em um idiota por medo de tudo o que estava sentindo! Não vou entrar em detalhes demais, para não liberar nenhum spoiler e tirar a surpresa de vocês. Mas direi que ele lidou com tudo o que estava acontecendo e sentindo de forma absolutamente errada, e eu teria adorado castigar-lo. Fiquei tão mal por Jules, e quanto mais eu pensava nisso, mais eu queria machucar Cal e fazê-lo sofrer um pouco.
Os personagens secundários sustentam a história perfeitamente; o amigo louco de Jules, Tami e o lindo Lucas, amigo de Cal (obrigado J Sterling por não usar estereótipos aqui) e o doce jogador de hóquei, irmão de Cal (quero muito conhecer sua história!)… Todos os elementos desse livro nos conquistam e nos deixam sem fôlego, ansiosos por mais!
Eu amei o estilo narrativo da J Sterling e ela nos prova que menos é mais, mantendo a história em desenvolvimento, fornecendo apenas o drama suficiente para atingir nossos corações. O conflito é sentido de forma real e dolorosa pelo leitor, quando ele se vê simpatizando com Jules, mas, ao mesmo tempo, entendendo as limitações de Cal. A narrativa é fabulosa. Foi uma leitura fácil, a autora construiu uma história de amor crível e que mexe com o leitor sem esforço e naturalmente. Mesmo que eu sinta algum ódio e ressentimento por Cal, eu ainda tinha certeza de que eles eram um casal incrível. 
Então se você quer ler uma história de amor deliciosa, quente e que vai mexer com o seu coração sem destroçá-lo completamente, Dear Hearth, Eu Odeio Você! é a escolha perfeita.

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 39 anos,técnica de enfermagem,militar,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por Outlander,Romances de época e históricos,Young Adult , Literatura erótica, e chick Lit.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *