Back to top

[Resenha] Um Beijo Inesquecível de Julia Quinn !!!

um beijo inesquecivel

Os Bridgertons 

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414851
Ano: 2016
Páginas: 272
Tradutor: Claudia Costa Guimarães

Sinopse

Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.

Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.

Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.

Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro… e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Adicione aos seus desejados no Skoob 

Adquira o seu : Amazon | Saraiva 

 

Impressões

Se você estiver procurando por uma leitura leve, onde em alguns momentos você vai rir alto mas que também vai suprir a sua necessidade de um romance sensível, não procure mais. O mais recente volume da série Bridgerton de Julia Quinn está cheio de humor sutil, diálogos espirituosos, e uma química inegável entre os protagonistas.  Sim, Gareth é imensamente atraente ,mas é e um patife, mesmo que seja adorável e ele nunca considerou o casamento. Ele consegue ser fascinante e encantador,o  que me fez apreciar ainda mais o personagem.

Hyacinth Bridgerton viu três temporadas completas no mercado do matrimônio e agora em seu quarto ano na sociedade descobre que todas as bailes, festas e pretendentes simplesmente não são mais emocionantes. Ela ainda encontra prazer nas muitas atividades da alta sociedade – afinal, ela é uma mulher sensata e certamente não é tola para reclamar da riqueza e privilégios que tem. Embora seja admirada pelas pessoas e considerado um bom partido para matrimônio, os homens tendem a pensar em Hyacinth como o melhor ,  mas só em pequenas doses. Sempre competitiva e mais inteligente do que a maioria, ela não é de desistir em uma discussão com facilidade e muito menos de fingir estupidez como a maioria das moças da sociedade, levando muitos a considerá-la um pouco …   como um desafio.

Gareth St. Clair é conhecido por sua terrível reputação , ele é  a combinação deliciosa e perigosa de comportamento inapropriado e uma irresistível beleza pecaminosa que poucos conseguem igualar o seu nível de maldade infame. Seu pai, Baron St. Clair, o humilhou a vida toda e aos dezoito anos o confrontou para que ele aceitasse um casamento arranjado e salvasse as finanças da família ,ele recusou e o ódio de seu pai ficou bem claro durante a terrível discussão que tiveram , no meio da briga ele revelou porque o odiava tanto por todos esses anos – ele não era seu filho, mas sim fruto de um caso de sua mãe.

Agora, como Gareth está para ganhar o baronato após a morte de seu irmão mais velho, parece que seu pai está empenhado em levar a falência sistematicamente todas as propriedades da família. Afinal, qual a é melhor vingança que um homem Injustiçado poderia ter contra um filho bastardo ?

Um personagem secundário delicioso, é Lady Danbury (avó materna de Gareth), para mim ela é a terceira protagonista do livro .  Ela é uma leoa entre os ricos e poderosos, destemida em suas palavras e disposta a zombar de todos, incluindo ela própria. Considerada como uma senhora de idade bastante assanhada, ela aprecia sua natureza manipuladora e  franca. Toda terça-feira, Hyacinth Bridgerton lê para ela uma história de aventura ousada e as duas então passam um tempo juntas contando piadas e compartilhando suas vidas. Ambas possuem um profundo respeito uma pela outra e Hyacinth quer ter uma atitude parecida com a dela perante a vida e Lady Danbury considera Hyacinth sua protegida ideal. A diferente senhora compartilha uma estreita relação com sua pessoa favorita, seu neto Gareth, e parece estar manobrando Hyacinth e Gareth na direção um do outro.

Depois da armação da impossível senhora Hyacinth e Gareth estão sentados lado a lado no temível recital da família Smythe-Smith, Gareth está realmente apreciando a natureza cômica da mulher ao seu lado e, embora ele também a considere vagamente irritante, ele não consegue parar completamente de pensar nela. Hyacinth acha que ele é engraçado e inteligente, com a incrível capacidade de deixá-la sem palavras às vezes, mas por que ele tem que ter  olhos tão desconfortavelmente azuis? Quando Gareth descobre o diário de sua avó paterna escrito em italiano, Hyacinth se voluntaria para traduzir o texto para ele. Percebendo que seu pai nem desconfia do diário , Gareth discretamente confia a herança de família  a essa intrigante mulher , esperando que ela vá lhe dar respostas a algumas das questões mais perturbadoras sobre sua herança. Hyacinth vê sua ajuda como o início de uma grande aventura – finalmente algo emocionante está acontecendo em sua vida!

 

Como os dois constantemente discutem as  anotações do diário, eles descobrem uma crescente necessidade e desejo de ver um ao outro. Hyacinth descobre em suas traduções  que em breve eles terão que caçar algumas das respostas em campo –  às vezes no meio da noite nas ruas de Londres. Sua busca, me pareceu uma aventura dentro do livro e não sei se seria realmente necessária ,mas não estragou em nada a narrativa. Durante essas cenas, a persistência do Hyacinth para ser incluída deixa claro sua determinação e fica mais claro ainda a tendência de Gareth de ceder às suas exigências.

Ambos os personagens são bem desenvolvidos , eles são engraçados, altamente agradáveis e vulneráveis – certamente uma combinação campeã para histórias românticas. A comunicação entre os dois  é o aspecto mais notável dessa história encantadora. Romances de época sempre tiveram um lugar reservado em meu coração e na minha lista de leitura , mas alguns  romances contemporâneos que li recentemente quase eclipsaram sua posição. Um Beijo Inesquecível  me fez lembrar mais uma vez por que me apaixonei perdidamente por eles.

 

Livro gentilmente cedido para resenha por

arqueiro

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 37 anos,técnica de enfermagem,cursando Letras,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por literatura erótica,romances de época, romances históricos e chick Lit.

 

 

assinatura.fw

Comentários

  1. Uau, seus primeiros parágrafos na sua resenha me conquistaram. Um romance leve, com diálogos espirituosos e uma boa química entre o casal… Tudo o que uma leitora romântica pode querer. Gostei muito da sua resenha. É a primeira que leio sobre esse volume e parece que a série está cada vez melhor. Pretendo conferir!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    Reply
  2. Olá, tudo bom?
    Mal posso esperar por esse livro! Já li todos que o antecederam e estou curiosa para Lady Danbury! A única coisa que me deixa triste é saber que esta série está acabando =/ Acompanhei toda a série e na minha cabeça a Hyacinth ainda é aquela menininha dos primeiros livros rs Adorei sua resenha, muito bem escrita!
    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    Reply
  3. Oi *—*

    Da até um aperto no coração só de saber que esse é o penúltimo livro da serie. Criei um vinculo afetivo pelos personagens e já sobre em saber que está acabando =( Hyacinth sempre foi a minah personagem preferida, desde que ela era uma pirralha. Adorei a resenha, você soube expressar muito bem essência do livro *–*

    Bjos

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    Reply
  4. Olá, Bianca!
    Nunca li nada da Julia, mas não por não quer mas sim, por falta de tempo. Assim como você, gosto muito de livros de época, apesar de ter lido muito poucos até agora.
    Esse em particular me encanta pelo fato e a protagonista ser uma solteirona em uma época em que o casamento é primordial e enquanto a menina ainda é jovem. Também temos o fato de o rapaz ser um bad boy antigo.
    Espero poder ler esse livro em breve.

    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    Reply
  5. Oiee ^^
    Eu também gostei MUITO da Lady Danbury, foi a personagem mais engraçada da série toda para mim. Espero revê-la no próximo livro. Esse volume foi um dos meus favoritos, e depois da decepção que foi a história da Francesca, acho que acabei gostando bem mais de “Um beijo inesquecível” por ele ter sido bom. Esperava que fosse um tanto ruim por conta de “O conde enfeitiçado” *-* Estou doida para ler o próximo livro, mas ao mesmo tempo não quero que a série acabe *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    Reply
  6. Consigo imaginar essa série na tv, ou no cinema, acho fantastico a maneira como a autora consegue lidar com fatos históricos, colocar comédia no meio da história e ainda nos envolver com o romance. Não gostaria que essa série tivesse fim, a cada livro ela surpreende mais e mais. Adorei a resenha!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *