Back to top

[Resenha] O Príncipe dos Canalhas de Loretta Chase !!!

 

o principe dos canalhas

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413991
Ano: 2015
Páginas: 288

Sinopse

Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent…

Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.

Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.

Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Adicione à sua estante no Skoob

Adquira o seu

 

Impressões

Sebastian Ballister, o famoso e temido Lorde Belzebu  tem uma péssima reputação e adora isso, ele a usa como um escudo, para se afastar de todos, mas ele não consegue afastar Jess, Jessica Trent jura fazer de tudo para afastar seu irmão da péssima influência que é o Lorde Dain e não vai deixar nada atrapalhar seu objetivo, nem mesmo o próprio Lorde.

 

O jovem conde de Blackmoor era o garotinho mais feio já visto por toda Devon – e talvez em toda Cornualha e Dorset também. Era dado a variações de humor, irritava-se facilmente e, de modo geral, não se tratava de uma criança muito agradável. Por outro lado era apenas um garotinho, que merecia receber algo melhor, pensava ela, do que o Destino tinha lhe dado.”

 

O romance de época é narrada em terceira pessoa de forma leve e divertida, com 288 páginas a história é contada alternadamente por Sebastian e Jéssica, o que nos permite conhecer todos os lados durante o desenvolvimento da trama. A capa é linda e tem um toque bucólico com o casal passeando por um lindo jardim.

Jéssica é uma das solteiras mais disputadas de Londres, ela recebe inúmeros pedidos de casamento, mas é independente e sabe bem o que quer bonita e decidida ela só quer abrir sua loja e levar sua vida, mesmo que isso não fosse muito bem visto pela sociedade da época, mas ele não se importa, não é dominada por ninguém e quando decide uma coisa ela vai até o final, mesmo que isso possa lhe causar algum constrangimento ou até mesmo sua ruína social. Mas o que ela não imaginava era que tentar salvar seu irmão da ruína e sua família da falência fosse ser capaz de acender nela uma atração intensa pelo homem que ela jurou desprezar.

 

-Droga – disse ela, fitando o olhar prateado e brilhante da avó. Não é apenas humilhante, mas também inconveniente. Sinto desejo por Dain. Tinha que ser logo agora. Tinha que ser logo ele.”

 

O encontro entre os dois é carregado de tensão e desejo, mas Jess não se deixa intimidar e vai até o fim para livrar seu irmão das garras do Lorde Belzebu. Além da imensa atração que ela sente por ele, Jess consegue enxergar muito além do personagem que ele formou para si , e começa a perceber em pequenas situações como ele realmente é,um homem marcado pela falta de amor,que conseguiu dar a volta por cima de muitas adversidades e que faz o bem aos outros sem que ninguém saiba, e isso os leva muito além do desejo, mesmo que ele não queria  se dar conta disso.

 

Dain agarrou-lhe o punho.
Ela perdeu o equilíbrio e tombou para a frente, apoiando-se no ombro dele.
Sua boca ficou a milímetros da de Dain.
Ele se aproximou e a beijou ferozmente enquanto lhe soltava a mão para segurá-la
pela cintura.
O sol da manhã os aquecia, mas Jessica tinha gosto de chuva, como uma
tempestade de verão…”

 

O livro começa contando toda a triste trajetória de Sebastian, desde a difícil infância, a rejeição do pai à sua aparência e o abandono de sua mãe, todo o sofrimento nos tempos de escola até ele herdar o título, a herança e as dívidas do pai e se tornar o Lorde Dain, e como ele reverteu tudo isso em uma personalidade sarcástica e tóxica, se tornando poderoso e temido por todos e gostando muito disso. Sebastian morre de medo de ser dobrado por uma mulher e prefere seguir com a vida de devassidão e prazer, mas ele não consegue resistir a Jess e aí começam os problemas dele, ou sua salvação.

 

Se você fugir de mim – disse Dain, ferozmente -, eu irei caçá-la sem descanço. Vou segui-lá até os confins da Terra.”

Os dois se metem em muita confusão e em situações bem constrangedoras e altamente sensuais, eles não conseguem ignorar o que sentem, mas o fazem incansavelmente, mas a história não acaba quando eles se rendem à paixão, não, a autora nos leva mais uma vez além e nos conquista e encanta com um desfecho nada previsível.

 

Dain sorveu a doçura de Jessica com sofreguidão. Ele estava seco, ardente, e ela o acalmava e o inflamava ao mesmo tempo. Ela era a chuva fresca, e também uma taça de conhaque quente.”

 

Um dos mais interessantes e divertidos romances de época que já li, e preciso ressaltar que já li quase todos lançados pela Editora Arqueiro, O Príncipe dos Canalhas não começa de forma usual e nem retrata um amor à primeira vista, mas uma atração que leva duas pessoas que quase se odeiam a um nível muito mais sentimental e só depois ao amor. A história se desenvolve de forma leve e com muitos toques divertidos,os protagonistas não fazem nada do que esperamos e nos surpreendem a cada página. A autora nos leva durante a narrativa a clímax após clímax não deixando nunca de nos arrebatar a cada acontecimento.

 

E, quando tudo explodiu e Dain se derramou dentro dela, foi como se sua alma tivesse se derramado também. E ele entregaria sua alma de bom grado se esse fosse o preço a pagar pelo momento de pura felicidade que ela lhe oferecera.”

 

Para os que são fãs do gênero e para aqueles nunca leram ou acham que não curtem muito esse tipo de história, o livro vai agradar a ambos e fazer vocês se apaixonarem pela trama de forma irremediável.

 

 

Livro gentilmente cedido para resenha por arqueiro

 

 

 

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 37 anos,técnica de enfermagem,cursando Letras,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por literatura erótica,romances de época, romances históricos e chick Lit.

 

 

assinatura.fw

Comentários

  1. Oi Bianca, tudo bem? Eu também li este livro e gostei dele, apesar de que parecia que em algum momento me faltava alguma coisa, ou parecia que eles passavam o tempo todo brigando sabe? Mas aí o final foi tão bonitoooo.

    Mas na verdade este é o terceiro livro da série dos Canalhas. E eu queria uma continuação.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    http://www.amigasemulheres.com

    Reply
  2. Esse livro parece ser incrível! Adoro romances de época! Leria com certeza. Não vejo a hora de ler. Além disso a capa é linda. Parabéns pela resenha. Está incrível. Gostei dos quotes também.

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    Reply
  3. percebo que boa parte desses romances históricos que trazem um personagem ‘canalha’ é por causa de algo ruim que sofreram quando pequenos, e isso vem me saturando com relação a essas leituras… é tudo tão ‘mais do mesmo’ que nem me animo pra ler…
    e como não sou mt fã de romances, deixo passar essa leitura…

    Reply
  4. Oi oi!
    Olha, eu nunca li um romance de época para ter um “opinião real”, mas pelas resenhas que leio, é tudo muito parecido, sempre o mesmo enredo, as mesmas coisas, e zzzzz.
    E como realmente não curto romance, então, no momento, eu passo.
    Mas “O Príncipe dos Canalhas” tem sido muito bem elogiado, quem sabe, um dia, eu não leia…
    Beijos!

    Reply
  5. Olá, tudo bem?

    Gosto de um bom romance de época, apesar de fazer tempo que não leio um. Confesso que já Li algumas resenhas sobre esse livro e que, nenhuma delas explanou de um modo que me deixasse completamente cativada para ter o interesse de lê-lo, a maoria me deixou na dúvida, mas seu resenha me deixou doida pelo livro! E, estouega curiosa para conhecer esse final imprevisível. Livro adicionado a lista de desejados. XD

    Beino!
    Ana.

    Reply
  6. Adorei a sua certeza de que o livro agradará até mesmo quem não curte o gênero. Eu me encaixo entre esses leitores, pois romance histórico não é meu gênero favorito, mas adoro um amor que é tão bem desenvolvido como esse. Com certeza, acho que vou adorar a leitura e sinto-me com sorte por já ter o meu exemplar em mãos.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *