Edição: 1
Editora: Globo Alt
ISBN: 9788525062055
Ano: 2016
Páginas: 328

Sinopse

“Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?”
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.

Adicione aos seus desejados no Skoob

Adquira o seu: Amazon | Amazon ebooks | Saraiva

 

Impressões

Um romance de época nacional bem escrito, cheio de sofrimento, reviravoltas, críticas sociais e claro, romance!

Em O Amor nos tempos do ouro conhecemos Cécile Queiroz Lavigne, uma jovem franco-portuguesa que acabou de perder toda a sua família e está sozinha na França.  Em meio ao sofrimento e a dor de sua perda ela é trazida ao Brasil por seu tio e agora tutor, Euzébio Bragança, um homem insensível, ambicioso e conservador.

Uma jovem que cresceu rodeada de amor é obrigada a se acostumar a uma realidade completamente diferente de tudo o que conhece, morando com seu tio frio, desonesto e cheio de regras inconcebíveis para ela. Interessado em se livrar da responsabilidade da sobrinha e ainda garantir parte da herança dela faz todos os acordos para casá-la com um velho fazendeiro de Minas Gerais. O futuro noivo de Cécile é um senhor muito mais velho que ela, tão ambicioso quanto seu tio e que não tem escrúpulos para aumentar sua riqueza. Os dois contratam Fernão para levá-la do Rio de janeiro a Minas Gerais e os dois se estranham desde o início, Cécile por imaginar que ele é da mesma espécie de homem de seu tio e ele por achar que a francesa é fútil e calculista o suficiente para aceitar uma união com um homem como Euclides.

Começa então a viagem de Cécile até a fazenda de seu futuro marido sob a escolta Fernão e seus comandados, ele, um explorador que fez fortuna ao fazer todo tipo de serviços aos ricos fazendeiros, mas que este jurou seria seu último serviço, ele quer largar a vida de favores aos homens sórdidos para quem tem trabalhado a vida inteira, com a riqueza que juntou poderá viver bem em uma fazenda escondida e desconhecida por todos.

Os protagonistas são obrigados há passar muitos dias juntos e durante o trajeto muitos fatos colaboram para que a ideia que fazem um do outro mude consideravelmente, mas isso não é suficiente para que o serviço de Fernão não seja terminado e Cécile é obrigada a encarar um homem cruel, mesquinho, que acha que as mulheres são seres inferiores, assim como os negros e índios e por serem insignificantes merecem todos os castigos e a brutalidade destinados a eles.

Algo começou a mudar em Fernão assim que ele começou a conviver com a francesa de língua afiada , que é capaz de se compadecer daqueles a quem ninguém dá valor e ao assistir o tratamento destinado a ela por seu futuro marido ele decide que basta, vai fazer pelo menos uma coisa certa em sua vida, libertar Cécile de seu algoz e com a ajuda de dois escravos, vai remediar uma situação que não deveria nem ter acontecido.

Um rapto é planejado e executado, sentimentos conflitantes estão cada vez maiores e impossíveis de esconder e quando a vida e as situações aproximam cada vez mais Cécile e Fernão eles terão que lidar com seus sentimentos, um plano de vingança e ainda mais sofrimento.

Marina Carvalho começa a narrativa de forma mais lenta, porém no desenrolar da trama muita ação acontece e os protagonistas, dois personagens fortes que fogem do estereótipo mocinha em perigo e herói em um cavalo branco, os dois são profundos, fortes e cheios de falhas, são até mesmo incoerentes algumas vezes e demonstram a insegurança normal a qualquer ser humano, o que os torna críveis e os aproximam do leitor. Os personagens secundários também são marcantes, Hasan, Akin e Malikah são determinantes em vários momentos da narrativa e nos conquistam profundamente com sua humildade e determinação apesar de todas as agruras que já viveram, eles não perdem a esperança mesmo diante de um futuro nada promissor.

Como a ambientação da história se passa na primeira metade do século XVIII, em uma época marcada pela escravidão e pelos desmandos dos senhores de escravos a trama conta com partes muito tristes e revoltantes, a autora foi realista em sua narrativa, sendo fiel a costumes da época, incluindo todo o tratamento vulgar destinado aos africanos que aqui chegavam. A autora também dá ênfase a muitos fatos históricos da época ,assim como as personalidades das regiões descritas ,que são inseridos de forma magistral a trama, que se torna rica em detalhes e ainda mais interessante.

Um romance realista, entremeado de críticas á sociedade escravocrata e hipócrita da época, no qual os sentimentos vão sendo despertados aos poucos e vão se desenvolvendo junto a uma trama rica em elementos que transportam o leitor para dentro de uma história envolvente e cativante.

Tenho vários pontos positivos a ressaltar, um deles é o cuidado da autora com a escolha de poemas de para iniciar cada capítulo, Gonçalves Dias, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade e Florbela Espanca são alguns autores que embelezam ainda mais esse livro a cada pausa na história, e preciso contar para vocês como cada um deles me fez mergulhar ainda mais na trama, me fez amar ainda mais a história de Fernão e Cécile, pode parecer apenas um detalhe, mas não, a cada poema eu me encantava e entendia ainda mais o que estava lendo.

Outro ponto forte do livro são as personalidades marcantes dos personagens sejam eles os protagonistas, secundários ou antagonistas, amamos e odiamos com a mesma intensidade cada um deles, por diversos motivos diferentes e isso nos leva a uma miríade de sentimentos que mudam vertiginosamente a cada página virada. A autora também soube prender o leitor a trama com as sinuosidades inseridas de forma perfeita na trama.

Amor nos tempos do Ouro deve ser lido pelos amantes do romance, por aqueles que querem conhecer a história do seu país e principalmente por todos aqueles que almejam viajar em uma história bem escrita e apaixonante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 38 anos,técnica de enfermagem,militar,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por Outlander,Romances de época e históricos,Young Adult , Literatura Érótica, e chick Lit.

 

 

6 respostas a [Semana Especial – Resenha] O Amor Nos tempos do Ouro de Marina Carvalho !!!

  • Vêvévi disse:

    Olá,
    Adorei a sua resenha.
    Ainda não conhecia esse livro da Marina.
    Tenho na estante uns 3 livros dela, mas ainda não consegui organiza-los na minha lista de leitura, e poder conhecer a escrita da autora.
    Beijos

  • Michele Lopez disse:

    Olá,
    Ainda não tive nenhum contato com a escrita da Marina, mas amo livros do gênero e estou louca para ter esse primeiro contato.
    Já vi muitas resenhas bem positivas dessa obra e a sua não foi diferente, me animando ainda mais para fazer a leitura.
    Os personagens parecem ser incríveis e cativantes e me deixa ainda mais feliz saber o cuidado que a autora teve e com certeza deve ter pesquisado muito para chegar nesse resultado.

    LEITURA DESCONTROLADA

  • Oi Bianca, eu sou fã assumida da Marina, e quando soube deste romance de época dele, corri para comprar o meu. Adorei a leitura,e concordo contigo, ela teve todo um cuidado de pesquisa para fazer o livro. Um orgulho do nosso país.
    c

  • Muito boa sua resenha, estou com esse livro para ler aqui em casa e com o lançamento do segundo livro fiquei mais curiosa. Já li quatro livros e dois contos da Marina Carvalho e simplesmente adoro o trabalho dela. Estou ansiosa para conferir esse romance histórico. Valeu pela indicação de leitura nacional e parabéns pela leitura.

    Leituras, vida e paixões!!!

  • Thaís Oliveira disse:

    Oieee
    Esse livro… tenho muito, muito amor!!!
    A Marina consegue nos envolver com a sua escrita perfeita, né? Os personagens são incríveis e a gente se emociona de verdade com eles,
    Amo Cécile e Fernão.
    Agora, tenho que te avisar… se você gostou de O Amor Nos tempos do Ouro, se prepara para o livro que tá chegando o A História de Malikah. A Marina conseguiu imprimir um ritmo maravilhoso e tornou a protagonista extremamente cativante. Está apaixonante.
    Você vai amar!
    Bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Editoras parceiras

Mr. Romance na Amazon !!!

Romances de Época na Amazon

PageRank