Back to top

[Resenha] Lições do Desejo de Madeline Hunter – Romances de Época da Editora Arqueiro

Lições_do_desejo_Madeline_Hunter

Rothwell Brothers – Livro 02

 

 

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412017
Ano: 2013
Páginas: 272
Tradutor: Teresa Carneiro

Sinopse

Atraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome da nobre família Rothwell. A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando à beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra. Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz – exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

Página no Skoob

Adquira o seu

 

Impressões por Bianca Benitez

 

Em Lições do Desejo conhecemos mais intimamente Phaedra Blair, a amiga excêntrica de Alexia Hotwell.Elliot Hotewell precisa encontrá-la para impedir que uma injustiça venha a público, e vai a Itália atrás dela e lá a encontra em uma situação bem inusitada e mais ainda, encontra uma mulher misteriosa, incoerente e que é muito mais do que mostra.

Os livros lançados pela série  Romances de Época tem um tratamento muito carinhoso da editora e chegam aos leitores com capas lindas, diagramações perfeitas e cuidadosas, com este não seria diferente.São 24 capítulos com folhas amareladas  e fonte em tamanho bem agradável de ler, com narrativa em primeira pessoa, que em 261 páginas contam essa trama intrigante.

Phaedra Blair é uma mulher que não vive de acordo com as convenções da sociedade, ela mora sozinha desde os 16, preza sua independência e seu relacionamento com os homens ,que ela denomina de amigos, é puramente sexual. Após a morte de seu pai ela fica responsável pela editora que pertence a ele e pela publicação de suas memórias, que contém muitos segredos de figuras ilustres e importantes de Londres, mas esse manuscrito irá fazer com que ela queira mergulhe ,mais fundo na história de seus pais, principalmente de sua mãe e nem tudo o que ela vai descobrir será agradável.

 

De alguma forma, pelo simples fato de existir, a Srta. Blair conseguia fazer com que um homem se sentisse desafiado. Os instintos dele tinham reagido à altura.”

 

Elliot Hotwell precisa convencer Phaedra e omitir a passagem sobre seu pai que está nesse manuscrito e vai atrás dela, e a atração entre eles é clara, mas os dois resistem, ela por imaginar que o taciturno Elliot irá querer mais do que ela pode lhe oferecer e ele por saber do seu meio de viver. Os dois acabam descobrindo muito sobre história, artefatos e sobre o passado e se metem em muitas encrencas por causa do estilo de vida e de se vestir de Phaedra.Os problemas acompanha os dois até a Inglaterra e os desdobramentos acabam surpreendendo a todos.

O segundo livro da série Hotwell Brothers é mais lento que o primeiro e a narrativa peculiar de Madeline Hunter  é do tipo ame ou odeie, eu gostei da história dos dois apesar de todas as partes morosas do texto.

Phaedra é mostrada no primeiro livro como independente e singular, mas quando mergulhamos mais a fundo em sua personalidade percebemos uma mulher que foi negligenciada por sua mãe em nome de um estilo de vida, ela até acredita que a maneira como vive é a certa para ela e que nunca conseguiria se adaptar a um marido, mas suas carências existem por mais que ela as sufoque e Elliot consegue chegar muito mais fundo do que qualquer outro amigo e o medo a paralisa, isso acaba tornando a personagem chata em alguns momentos.

Elliot é o mais calmo e controlado dos irmãos, mas é determinado e quando seu irmão lhe pede para impedir Phaedra ele fará qualquer coisa para atendê-lo, mas essa mulher é um desafio muito maior do que ele espera e com toda paciência ele vai vencendo suas barreiras uma a uma, mas nunca sabe como ela reagirá a seus esforços.

 

Ele a queria de novo, porque ela estava muito bela ali de manhã e porque a Phaedra nua, despida e desarmada, o fascinava.Imaginou que continuaria a desejá-la por muito tempo.”

 

Dos romances de época lançados pela Editora Arqueiro esse é o que menos gostei, mas entendo que as características dos personagens são primordialmente uma característica da maneira da autora escrever e levando isso em conta conseguimos compreender melhor o que acontece.O clima de sedução e romance está presente e os personagens percorrem um longo caminho e, o que mais gostei, vão se adaptando um ao outro, sem rendição, sem imposição.

As fãs do gênero não ficarão decepcionadas com a trama, só um pouco surpresas pela maneira como os fatos se desenrolam.

 

 Minha. Pelo menos esta noite. Por ora, totalmente minha.”

 

Madeline Hunter é ph.D. em história da arte e professora da Universidade East Coast. Seus livros chegaram às listas de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e da revista Publishers Weekly. Vencedora do prêmio RITA por duas vezes, também foi sua finalista outras sete. Ela mora na Pensilvânia com o marido e os dois filhos.

 

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 35 anos,técnica de enfermagem,cursando Letras,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por literatura erótica,históricos e chick Lit.

 

 

 

 

Comentários

  1. Bianca, li uma resenha do livro 3 e gostei muito, então li a sua, parece ser uma ótima série! Se tiver oportunidade vou lê-la.

    Reply
  2. Super concordo Bia! Amo os de época, difícil não gostar. Adorei o livro um… Quero muito conhecer o irmão mais velho… Mas esse, bem, esse é um livro que não me pegou de jeito e eu parei ele na metade… Preciso retomar a leitura e concluir! Espero que o livro três seja melhor!

    Reply
  3. Bianca, eu estou entrando nessa onda de romances de época agora, mas confesso que não fazem muito o meu estilo.
    Uma pena que esse livro é fraco, mas eu tenho gostado dessas novas protagonistas, chega de submissão, rs precisamos da nossa independência, risos
    De todo modo, ainda quero ler pra ver se gosto ou não.
    Beijos

    Camila Leite
    @sonhospontinhos.com

    Reply
  4. Ohhh Bi que pena você não gostou, eu adorei!!!! Amo o estilo que a Madeline escreve principalmente as mulheres, sempre independentes e diferente das mulheres que estamos acostumadas a ler em outro romances de época.

    Mas acho que Jogos do Prazer você irá gostar.

    Beijos

    Reply
  5. Oi Bianca, ótima resenha amiga.
    Eu concordo com você. Dos romances de época lançados até agora este foi o que menos gostei. Fiquei meio que decepcionada, pois esperava muito mais da personagem Phaedra, pela maneira como ela nos foi apresentada no primeiro livro.
    Mas, vale a pena ler este livro, pois tem uma trama interessante e o Elliot consegue nos fazer suspirar em algumas cenas.
    Lia Christo
    http://www.docesletras.com.br

    Reply
  6. Bia eu ainda não li os livros da Madeline, por algumas resenhas dizer que essa saga é a mais fracas dentre os romances históricos da Arqueiro, então acabei dando prioridade aos outros e deixando essa de lado. Mas confesso que curti essa Phaedra Blair hein! Adoro protagonistas independentes e acima da sua época.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *