Back to top

[Resenha] Entre o Amor e o Silêncio de Babi A. Sette !!!

Capa Entre o Amor e o Silêncio

Edição: 2
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542805542
Ano: 2015
Páginas: 504

Sinopse

Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem… se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?

Adicione a sua lista de desejados no Skoob

Adquira o seu

 

Impressões

Francesca sempre esteve em busca de algo que a completasse, nos livros que lia nas peças em que atuava e nos escassos relacionamentos que teve, agora, depois de descobrir a traição de seu quase noivo ela decide fazer trabalho voluntário em um hospital para tentar esquecer suas dores, ela encontra Mitchell, um homem se sucesso que está em coma e ao ler o livro que está escrevendo para ele, mas ela não imaginava que iria transformar para sempre a vida dos dois.

Entre o Amor e o Silêncio é narrado em 3° pessoa e assim podemos conhecer bem todos os lados da trama, com 528 páginas divididas em… Capítulos somos apresentados a uma história sofrida, mas única e arrebatadora.

Francesca sempre sofreu pelo abandono do pai, mesmo agora com vinte e poucos anos ela se ressente dessa falta ,mas seguiu a vida,se formou, namorou , procurou várias atividades para preencher esse seu vazio como o teatro e a dança e agora quer ser uma autora e lançar seu primeiro livro. Quase noiva de seu atual namorado, ela o flagra com outra mulher e isso a deixa muito desnorteada, ela encontra a solução para a seus sentimentos confusos em um trabalho voluntário no hospital, ela vai ler para pacientes em coma e acha que é a maneira perfeita para dar um tempo de tudo o que anda acontecendo.

Mitchell… É um mega empresário do ramo de finanças que é completamente workahollic, ele trabalha muitas horas por dia, não tem tempo para a família e para o lazer, mas gosta de ser visto com as mulheres mais lindas do mundo, mas todas elas sabem que esses relacionamentos são meteóricos e sem nenhuma cobrança, ele acha que é feliz assim, ganhando dinheiro e sem se envolver com ninguém, até que sofre um acidente e fica em coma, por meses, praticamente sozinho no leito no hospital. Isso seria o suficiente para qualquer um parar e repensar sua vida,mas não Mitchell,ele sai praticamente do coma para o escritório,mas muita coisa mudou.

Francie lê para aquele homem como se ele estivesse ouvindo e morre de pena de sua solidão, ela acha um absurdo ninguém visitá-lo e acaba pesquisando sobre sua vida, e nesse processo se envolve com ele, pois é ele está em coma e ela acaba se apaixonando, ela sente uma ligação com ele que nunca sentiu com ninguém, mas ele acorda e não a reconhece, mais uma decepção, hora de seguir em frente, Francie.

Depois desses meses “juntos” nenhum dos dois é mais a mesma pessoa, Mitchell começa a sonhar com uma voz sem rosto e a pintar cenas que nunca vivenciou, ele fica intrigado, mas tudo isso é um mistério para ele, até que ele encontra um livro a venda, de uma jovem escritora narrando cada uma daquelas cenas que ele sonhou e pintou e ele vai atrás dela.

Acho que contei muito do livro, mas pasmem isso não é nem o começo dessa incrível história escrita pela Babi A Sette, uma narrativa poética, eu demorei a me deixar envolver por ela,mas quando me rendi,comecei a sentir uma miríade de emoções intensas e insanas, sim, o livro fez isso tudo comigo e fica difícil explicar tudo o que senti.

Essa não é somente um livro de romance água com açúcar para mulheres, existe todo um questionamento do que estamos fazendo com as nossas vidas, nos importando mais com ter do que sentir e isso toca profundamente na gente, estamos na era do consumismo, da pressa, do correr sem ter tempo para vivenciar os pequenos e lindos milagres da vida e acompanhando a história de Francie e Mitchell a gente é forçado a refletir sobre tudo isso.

Os protagonistas são completamente opostos, mas se identificam como almas gêmeas, mesmo depois da grosseria de Mitchell ao despertar, eles sentem uma atração avassaladora e não podem fingir que nada está acontecendo, mas os sentimentos são muito mais profundos entre eles, e os dois acabam se jogando em uma viagem romântica para se conhecerem e entenderem como podem sentir tanto e tão intensamente esse amor mesmo sem nem se conhecerem direito.

As fragilidades do ser humano são amplamente abordadas nesse livro, à carência, o medo, a insegurança, a necessidade de vingança e de vencer estão presentes em cada palavra do livro e nos identificamos cada momento com um personagem diferente, uma hora os odiamos e no outro estamos chorando com eles.

A bolha de amor dos dois dura pouco é muito difícil mudar velhos hábitos, e esquecer sentimentos profundamente arraigados na gente e os dois se perdem um do outro, então Mitchell terá que colocar em uma balança e ver o que pesa mais para ele, o trabalho ou o amor recém-descoberto. A trajetória desse personagem é extenuante, mas inspiradora, vemos as muralhas que ele construiu em volta de si mesmo ruírem pouco a pouco, mesmo sem seu consentimento e isso faz com que nos apaixonemos ainda mais por ele.

Dois personagens fortes em suas fraquezas, muito bem construídos, que acertam e erram mas que encontram o caminho para a felicidade através do sentimento mais redentor que eu conheço: o amor.

Nem preciso dizer que virei fã da autora e lerei tudo o que ela escrever, e indicar a todos que precisam de um momento de reflexão, ou até mesmo para aqueles que só precisam de um pouco de amor e inspiração em suas vidas.

 

Livro gentilmente cedido para resenha por

novo século

 

 

 

 

 

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 37 anos,técnica de enfermagem,cursando Letras,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por literatura erótica,romances de época, romances históricos e chick Lit.

 

assinatura.fw

Comentários

  1. Olá, o primeiro livro que li dessa autora foi “A promessa da rosa” e fiquei encantada, fascinada e surpresa com a qualidade da escrita dela, a forma de conduzir a história me agradou muito, foi muito original, e isso ficou evidenciado para mim porque ultimamente não tenho gostado de alguns livros que encontro. E ela foi uma surpresa muito boa. A história prende muito, não só prende, mas emociona, faz a gente sentir mil coisas, envolve mesmo, porque os personagens são muito bem criados, as relações, a história, não parece que ela está forçando nada. É por isso que vou ler sem medo os outros livros dela, virei fã kkkk.

    Reply
  2. Olha, adorei sua resenha. Esse livro é simplesmente lindo.

    Pelo menos para mim, a Francesca é uma personagem muito impactante, ela foge daquele esterótipo de mocinhas que vivem cegamente para seu amor. Ela vai em frente, luta, continua a vida dela.

    Outro ponto legal é o livro que ela vai lendo pro Mitchell, é praticamente uma história dentro da história.

    Acho que todos deviam ler esse livro, vale muito a pena.

    Fizemos uma resenha desse livro no nosso blog também. Se puder dar uma olhada e falar o que achou, agradeço. =)

    Seguindo seu blog.

    http://otempoentrelivros.blogspot.com.br/2016/02/resenha-de-entre-o-amor-e-o-silencio.html

    Reply
  3. OI Amiga, tudo bem?
    Lembro que você estava lendo este livro quando a gente ficava lá no grupo do whats, mas poxa mais de 500 páginas? Quero muito ler algo da Babbi, mas quero começar pelo outro livro dela que é de época e me fascina mais. Este tem uma história bonita mas meio clichê, já que faz pouco tempo que li um livro parecido em Como se Apaixonar tinha algo meio assim.
    Mas valeu pela diquinha!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    http://www.amigasemulheres.com

    Reply
    1. Oi Greice !!
      Eu li os dois livros dela,amei o de época,muito bom mesmo,tão bom que não consegui fazer a resenha e acho que os dois tem seus muitos lados positivos e com toda certeza as 500 e poucas páginas não vão ser nem notadas no seu desespero de saber o que vai acontecer nessa linda história.

      Obrigadinha pela visita !!!

      Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *