Back to top

[Resenha] Amor em Jogo de Simone Eikeles !!!

 

Edição: 1
Editora: Globo
ISBN: 9788525057549
Ano: 2014
Páginas: 360
Tradutor: Santiago Nazarian

Sinopse

Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também… Irresistível.

Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior…

Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual.

Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado. O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí.

Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga. Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora.

# Adicione aos seus desejados no Skoob #

Adquira o seu:  Amazon | Submarino | Saraiva |

 

Impressões:

Esse livro foi uma surpresa, recebi A Garota Dele e quando soube que existia um livro antes dele, mesmo que pudesse ser lido separadamente, eu sabia que precisava conhecer a história e ela acabou sendo tudo o que eu nem sabia que queria e mais, muito mais… Uma trama linda, de torcer o coração, contudo, é doce, engraçado e brilhante.

Derek Fitzpatrick adora manejar trotes intrincados e elaborados. Ele adora ser o bad boy e já foi transferido incontáveis vezes de uma escola para outra, então não é nenhuma surpresa quando é chamado para o escritório do diretor, mas é um choque para ele não receber somente uma detenção e sim ser expulso depois da sua última “brincadeira” nada inocente. Acrescente a isso, a notícia de que Derek terá que se mudar com sua madrasta e o pequeno meio-irmão para cidade natal dela, e temos um momento extremamente delicado e desconfortável na vida do nosso protagonista.

Ashtyn é uma garota com um plano traçado e com motivação suficiente para realizá-lo. Ela dedica sua vida ao futebol de forma tão intensa que acaba escolhida para ser capitã de sua equipe do ensino médio. Uma equipe de homens, mas ela é tão boa que além de sua vaga garantida ainda é respeitada por todos eles. Sem figura materna, tendo somente sua irmã como exemplo feminino, ela faz de tudo para se conectar ao seu pai, sem sucesso algum e mesmo perdida no âmbito sentimental, sabe o que quer ser e vai atrás disso. Ashtyn aprendeu uma lição importante muito cedo e carrega essa premissa como um lema, uma muralha entre ela e as outras pessoas, ela tem certeza de todos com quem ela se importa sairão mais cedo ou mais tarde de sua vida, sem olhar para trás e se defender disso, antes que aconteça está profundamente arraigado em coração.

Então, quando sua irmã mais velha aparece, depois de seis anos após fugir, ela está um pouco chocada ao vê-la de volta e bastante ressentida também. Mas nada ultrapassa o impacto que Derek causa nela, seus instintos apitam descontroladamente assim que o vê.

Ela não quer ter nada a ver com ele. O enteado de sua irmã é arrogante, pretensioso, intenso demais, louco, e ela não gosta dele, nada nele, nenhum pouquinho… Certo?

Ashtyn conhece caras do tipo de Derek, lindos com uma atitude arrogante e um ego imenso e só quer ficar o mais longe dele possível. Derek também conhece o tipo de Ashtyn. Ele só quer passar um tempo prazeroso com as meninas com quem fica já ela é daquelas garotas do tipo “para sempre”. No entanto, eles não podem mitigar a atração e a química que assola suas mentes. Derek e Ashtyn trocam insultos, comentários sarcásticos e depreciativos e acabam se divertindo com isso, e de maneira distorcida e despretensiosa vão revelando pequenos pedaços de seus verdadeiros sentimentos. Derek não quer se importar com nada ou ninguém. Isso não tem sido um problema, até agora.

Quando terminei de ler este livro, abracei-o com força e fiquei paralisada na cadeira, sentindo como se tivesse acabado de perder um melhor amigo.

Eu realmente gostei de ambos os personagens, Ashtyn para sua energia e sinceridade, e Derek por seu grande coração e tendências protetoras, mas eu tive alguns problemas com os dois. Ashtyn me deixou um pouco louca na primeira metade do livro por ser tão sem noção sobre o quanto seu namorado era um canalha, e constantemente afastando Derek, negando seus sentimentos por ele. Os papéis se invertem na segunda metade do livro, e então Derek estava tentando de tudo para afastar Ashtyn quando fica claro que ele tinha sentimentos fortes por ela.

Eu poderia facilmente me conectar com Ashtyn. Eu conseguia sentir seus sentimentos mais profundos e quase estar dentro de sua mente então eu sei exatamente como ela se sentia. No final, parecia que a conheci por toda a vida. Ela é corajosa, forte e não desiste nunca. Seu amor pelo futebol e o modo como ela sempre se levantou e provou ser digna, ganhou o meu respeito. Embora, gostaria que ela se soltasse mais, relaxasse e a apenas se divertisse um pouco.

Eu amo os romances de construção lenta, e isso é exatamente o que temos nesse livro. A relação entre Ashtyn e Derek começa antagonisticamente e esse é um dos meus tipos favoritos de romances! E como esse antagonismo se transforma em algo mais de forma equilibrada e linear.

Amor em Jogo é como uma montanha russa divertida que eu não queria que terminasse nunca, ao acompanhar a trama sentia como se estivesse em uma incrível aventura, uma daquelas inesquecíveis.

Definitivamente recomendo este livro a todos, especialmente se você estiver procurando por personagens complexos e surpreendentes que irão encontrar caminho para o seu coração antes que você se dê conta disso.

 

 

 

 

Bianca Benitez height=

Quem Escreve

Bianca Benitez 38 anos,técnica de enfermagem,cursando Letras,mãe e faz malabarismo para ler no intervalo disso tudo.Apaixonada por literatura erótica,romances de época, romances históricos e chick Lit.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *