Back to top

O Vôo da Estirpe de Adriana Vargas – Resenha de Book Tour

 

 

O Voo da Estirpe

Título: O Voo da Estirpe
Autora: Adriana Vargas
ISBN: 978-85-8045-135-1
Capa: Marina Avila
Projeto Gráfico: Marina Avila
Linha Literária: Selo AFRODITE
Formato – 14 x 21 – 244 páginas

Sinopse

Um encontro entre a vida e a morte, entre os dois pólos, a presença milagrosa do amor – tudo passa a ter sentido… Clarice, solitária e questionadora, através de um pesadelo conhece o romântico Klaus, portador de uma doença terminal. De repente, ele passa a persegui-la em todos os lugares, trazendo à narrativa, um cunho de mistério e sensações intrigantes. Um livro rico em sentimentos que fará o leitor rir, chorar, suspirar e odiar durante toda a leitura. Uma afronta aos conservadores. Uma luz no final do túnel!

Página do livro no   

Este é o primeiro livro da série – O Voo da Estirpe

 

Resenha por Eliane Teixeira

A autora narra a historia de Clarice,que vive sozinha,teve diversas perdas ao longo da sua jornada,escreve para um jornal local,e vê sua vida mudar ao ser perseguida por um homem de casaco marrom,que no caso é Klaus,por quem ira se apaixonar.

Clarice é uma pessoa questionadora,sensível em relação ao mundo,suas emoções,são subjetivas e individualista ao que ocorre no mundo a sua volta,essa sua atitude individualista de sentir o mundo,o amor de forma única particular é quase hipnótica e delirante.Klaus chega  a sua vida ,fazendo que seu questionamento sejam mais delirantes quase beirando a loucura.

Gostei da leitura,muito poética,levando-me a pensar que a autora usou um dos recursos simbolistas para desvendar o mundo de Clarice,a divagação se tornou mais intensa que o romance entre ela é Klaus,que apesar de doente é mais pé no chão.Sua linguagem é coloquial com recursos da metáforas nos revelando o questionamento da alma da personagem.Concluindo achei o livro denso ,poético e um pouco surreal,mas recomendo para quem goste de umas boa leitura.

Quotes

“O eu interior quer viver,despertar-me para o que ele quer que eu veja,devorando-me,vai me anulando,tomando minha forma física,minha personalidade que decairá ao extremo,onde nada mais restará,apenas a vitalidade do ego.O ego-eu,quando não sou  sua  escrava ,sua prisioneira,ele se torna o meu refém,meu escravo…Não escuto seu sofrimento,deixo-o gritando até que perca sua voz,pois assim não corro o risco de estar hoje em seu lugar ,batendo na parede da alma ,querendo viver…Se soubéssemos conviver juntos,sem um agir em detrimento do outro,poderíamos ser os melhores amigos.Estamos a sós,meu ego e eu……….”

 

 

 

Book Trailer:

 

 Gostaram da resenha??

O que acharam da Clarice??

Deixem seus comentários

Comentários

  1. Oi Lia!!
    Nunca li nada da autora, mas todas as resenhas que leio sobre os livros dela são super positivas.
    Todos sempre comentam a sua forma de escrita e seu jeito de dosar as as emoções.
    Com certeza preciso ler um livro dela o quanto antes.
    Parabéns pela resenha.
    bjs

    Reply
  2. Oi, Eliane gostei muito da resenha , pois ela dá uma ideia direta da escrita da Adriana Vargas. Realmente ela tem um escrita peculair e firmo e reafirmo isso, é densa e nem todos podem gostar, porém na escrita reflete justamente o talento dela e a total flata de reservas de não ser entendida .ela não se ocupa de modas ou tendências e sim em sua profunda relação com a sua escrita e em consequência com a literatura.Valeu

    Reply
  3. Olá Bianca,

    Obrigada por ter lido meu livro.
    Concordo contigo quanto à leitura de minhas letras – se o leitor não fazê-la com a alma ( o modo como foi escrita) não conseguirá entender a mensagem do livro. Meu público é restrito, porque não tenho o hábito de escrever obras mamão com mel, talvez eu escreva para mim, sem o compromisso de receber aplausos, pois assim me sinto livre para ser quem sou, até mesmo quando escrevo. Agradeço por ter conseguido ler até o fim.
    Obrigada.
    Adriana.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *