Back to top

Fale! de Laurie Halse Anderson – Resenha

 

9788565859073 Fale

 

 

Edição: 1
Editora: Valentina
ISBN: 9788565859073
Ano: 2013
Páginas: 248
Tradutor: Flávia Carneiro Anderson

 

“Fale sobre você… Queremos saber o que tem a dizer.” Desde o primeiro momento, quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros. Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia, destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia.

E agora ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra – insultos e deboches, sim – ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir.

Finalmente encontra abrigo nas aulas de arte, e será por meio de seu projeto artístico que tentará retomar a vida e enfrentar seus demônios: o que, de fato, ocorreu naquela maldita festa?

 

Página no Skoob

Página no Orelha de Livro

Adquira o seu Saraiva Submarino

 

 

Impressões por Bianca Benitez

 

Você é uma boa menina.Acho que tem muito a dizer.E eu gostaria de ouvir.”

 

Fale! é um livro bem diferente,tanto na maneira como a autora descreve os fatos,como na evolução da mesma,uma narrativa impactante que todo adolescente deveria ler.

Melinda é tímida,excluída da sociedade escolar,seus pais tem problemas de relacionamento entre eles e também com ela,a única filha e a personagem não fala,não se comunica com ninguém,mas ela não tem nenhum problema fisiológico que  a impeça de falar,até bem pouco tempo atrás ela era “normal”,tinha amigas,saía com elas,tirava boas notas,mas depois de uma festa no verão ela simplesmente parou de falar,por estar tão machucada e sem saber como externar tudo o que sente,ela simplesmente se calou,fala só o necessário com medo do que pode falar.

 

Eu não tenho amigas.Não tenho nada.Não digo nada.Não sou nada.”

 

Durante o livro conhecemos a rotina de esquisita e excluída de Melinda,que falta as aulas,é tripudiada pelos alunos e por suas antigas amigas,é um sofrimento tão pungente que a gente chega a senti-lo,mesmo sem saber o que o causou,a autora mantém o fato que mudou a vida de Melinda sem ser revelado por algum tempo e dá somente pistas,a gente sabe que o causador de tudo o que ela passa é Andy Evans,o cara mais popular da escola e com quem sua ex melhor amiga Rachel  e mesmo depois de tudo o que ela lhe fez,Melinda tem medo por ela.

O leitor vivencia com Melinda dia após dia o seu sofrimento,calada,sozinha,sem apoio de ninguém,encolhida e isso é ainda mais traumatizante,como todos a sua volta não percebem o seu comportamento?? ela fica perdida no escuro,congelada sem conseguir achar o caminho de volta para sua própria vida e eu sofri junto com ela,o único momento em que ela consegue expressar um pouco do seu sofrimento é na aula de arte do prof Freeman,que acaba conseguindo fazer com que ela desabafe,mas o caminho é longo até que Melinda consiga por tudo para fora.

A narrativa desse livro é muito forte,poia a violência que a protagonista sofre é devastadora e interrompe o fluxo natural de sua vida,pois para fugir do que passou,Melinda passa a viver em outro mundo,um mundo imaginário,só dela,e nele nada de bom acontece,nada acontece na verdade,somente a lembrança horrível de tudo o que ela passou está lá com ela.

 

Estou cada vez melhor na arte de sorrir quando as pessoas esperam que eu faça isso.”

 

Eu demorei a engrenar na leitura,mas acho que não por causa do livro,pois eu precisava saber o que de fato tinha acontecido com Melinda e o sofrimento dela transbordava das páginas e a revolta que sentia por ninguém reparar em seu comportamento me impulsionavam a continuar a leitura,e acompanhar a personagem sair do casulo de dor e sofrimento foi reconfortante.

 

Por que é que não corri desse jeito quando era uma garota-falante-não-despedaçada?

 

Temas pesados são retratados nesse livro,violência sexual,buyling,falta de comunicação familiar,e são temas que fazem parte da rotina de muitas crianças e jovens,o que torna o livro mais importante ainda.

E para concluir eu super indico o livro para todas as idades,pois os pais precisam ficar atentos ao que seus filhos estão passando,o livro também é um alerta aos jovens,para que eles não sofram sozinhos.

O livro foi adaptado para o cinema em 2004 com nome aqui no Brasil de O Silêncio de Melinda com uma ótima atuação da atriz Kristen Stewart.

Quem ainda não leu,ou viu o filme precisa fazê-lo o mais urgente possível,mas se prepare para um livro pesado,mas muito emocionante.

 

Ninguém quer realmente ouvir o que você tem a dizer….”

 

 

 

 

Resenha em parceria com

valentina

assinatura.fw

 

 

Comentários

  1. Acho que vou começar a chora agora, pela personagem e por meu lindo livro esta preso na porcaria do correio e não consigo tirar nem pagando.
    Sua resenha foi marcante e ainda a finalizou com o trailer que contou meu coração.
    Parabéns!!

    Reply
  2. Oi, Bi
    O filme baseado neste livro eu, vi e até tenho ele aqui em casa. É curioso como um ser humano pode tachar o outro dessa forma. O filme é muito real e estressante, imagino que o livro seja em dobro. Parabéns pela resenha.

    Reply
  3. Oi amiga, eu não sabia que existia o livro, mas o filme me foi recomendado faz muito tempo por uma amiga, e lembro que na época ela disse que o filme era triste e que ela gostou muito, inclusive falou que foi uma das melhores interpretações da Kristen até então.
    Eu não curto muito este tipo de leitura, mas sabendo que o filme foi baseado neste livro e lendo sua resenha super me interessei em ler e conferir esta triste história.
    Vlw pela dica. Bjus
    Lia Christo
    http://www.docesletras.com.br

    Reply
  4. Oi flor, tudo bom? Menina, eu já tinha ouvido falar muito desse livro, confesso que a capa não me chamou MUITO a atenção, mas os quotes que você selecionou e teu ponto de vista me deixaram curiosa *-*

    Beijos!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *